Fitness Archive

Como prevenir lesões musculares

As lesões musculares estão entre as acidentes mais comuns na medicina do esporte. Muitas vezes, talvez até no momento mais estranho de uma partida de tênis ou no tempo extra de um torneio de futebol, o atleta sentiu uma dor aguda no músculo da panturrilha e tentou resistir até o final da partida.

Esta dor é o indicativo de que algo não resistiu à pressão. Uma luz vermelha que sinaliza a possibilidade de uma lesão muscular, normalmente seguida de uma recuperação bastante demorada.

A prevenção é o melhor “remédio”

O corpo humano é desenhado a partir de um sistema complexo de nervos, tendões, ossos, tecidos e veias que se unem em uma enorme estrutura que é, relativamente, a mais sofisticada e reforçada do Universo como nós conhecemos.

Obviamente, não aguentamos o mesmo peso que as grandes estruturas, mas relativamente, somos eficientes em suportar excessos, nos mover com rapidez, raciocinar e agir com velocidade mais rápida que a do som! Os músculos estão de prontidão e em plena atividade no momento em que abrimos os olhos pela manhã.

Portanto, assim como qualquer outro músculo, é necessária uma adaptação para respostas mais rápidas e seguras quando houver demanda. Este estágio de prontidão é obtido através de alongamentos adequados antes de qualquer atividade.

A melhor forma de prevenir danos é simular em situação controlada dos movimentos que serão executados em um determinado esporte. O alongamento e o “aquecimento” fornecem a flexibilidade necessária para as melhores respostas aos impulsos físicos e até emocionais.

Um atleta que se preocupa em prevenir lesões dedica muito tempo para assegurar que seus músculos estão flexíveis, maleáveis, saudáveis e prontos para absorver impactos mais fortes.

Além da necessidade de aquecimento, é também importante estabelecer o tipo de reação necessária em determinadas situações. A explosão muscular, por exemplo, de um jogador de futebol demanda alongamento e aquecimento dos músculos posteriores da coxa.

Cada esporte, ou atleta, deve identificar as suas áreas de atividade. A realização de exercícios de reforço de musculação da coxa pode evitar lesões nos jogadores de futebol.

Os músculos do joelho em um jogador de Basquete devem receber atenção especial em termos de exercícios específicos de alongamento. São várias as contrações e vários cenários que usam combinações diversas dos músculos das pernas, da panturrilha, dos pés e, especialmente, dos joelhos.

Além dos joelhos, a combinação de alongamento que inclui os braços, ombros e os músculos cervicais compõem uma rotina diretamente estabelecida para os jogadores de Basquete.

O tipo de esporte determina a necessidade de ativar certas redes musculares e neurais. Em muitos casos até os músculos peitorais e pélvicos devem ser devidamente alongados e aquecidos. Alguns jogadores de futebol conhecem muito bem o sofrimento de lesões nos músculos pélvicos.

lesões musculares

Dieta e treinamento

A combinação de dietas compostas de alimentos saudáveis, estilo de vida e treinamento adequado de flexibilidade e exercícios físicos resultam em índices menores de lesões físicas nos músculos ou estruturas ósseas por fraturas.

O organismo necessita de alimentos para o sistema imunológico e uma prática constante de hábitos saudáveis, evitando o uso de substâncias sintéticas, tabaco, álcool, frituras e comidas industrializadas garante uma circulação sanguínea que promove a saúde cardiovascular, as funções cerebrais e as respostas a demandas de explosão muscular.

Estas orientações, na realidade, devem ser consideradas por todos. Em casa, uma pessoa pode evitar muitas lesões se adotar a prática de alongamento e aquecimento antes de qualquer atividade física. Quando sair para caminhar, faça também alongamentos antes de sair e após o retorno para casa!

Entenda as diferenças entre os exercícios aeróbicos e musculação na perda de peso

As rotinas de exercícios físicos podem ser classificadas com intensidades diferentes de atividades. As horas de dedicação na academia fazem muita diferença quando estamos combinando os objetivos com a prática correta.

Existem algumas diferenças entre as sequências que vale a pena observar para comprovar se estamos no caminho certo. Quando o nosso objetivo é um trabalho aeróbico, as lista de benefícios é a seguinte:

  • Queima mais calorias por hora do que o treinamento de levantamento de peso.
  • Constrói menor massa muscular.
  • Tem um efeito mínimo no metabolismo nos horas subsequentes aos exercícios físicos.
  • Têm efeitos maiores no metabolismo quando o trabalho é mais pesado.
  • Pode ser praticado todos os dias.
  • Necessita ser feito por, pelo menos, três vezes por semana para desfrutar dos benefícios sustentados.

Para a musculação:

  • Eleva a Taxa de Metabolismo Basal (TMB), que é o indicador da quantidade que a pessoa gasta de energia quando realiza atividades.
  • Eleva os níveis metabólicos por muitas horas após as seções de treinamento nas academias.
  • Deve ser limitado a três ou quatro vezes por semana.
  • Produz benefícios em qualquer tipo de intensidade e frequência semanal.

Esclareça todas as dúvidas:

Com algumas diferenças sutis no processo de definição vale a pena também considerar alguns pontos importantes. Os exercícios aeróbicos exigem níveis mais elevados de oxigênio e envolvem atividades em intensidades menores por períodos mais longos de tempo, por exemplo, o uso da esteira por 20 ou 30 minutos.

Os carboidratos e as gorduras fornecem os principais combustíveis necessários para suprir os requisitos musculares para a prática de uma rotina de exercícios aeróbicos. Esta é uma grande oportunidade para a perda de peso e melhor desempenho cardiovascular.

Os exercícios de força muscular são conhecidos como exercícios anaeróbicos e não exigem muito oxigênio e envolve atividade de moderada para alta intensidade com duração de 30 a 50 segundos para cada atividade, com seções de 8 a 12 repetições. Os carboidratos fornecem o combustível principal para a prática destes exercícios.

Estes exercícios melhoram a estabilização da musculatura principal do corpo, aumenta a massa magra e otimiza o desempenho geral e pode também ser usado para aumentar o tamanho e a força dos músculos.

Portanto a diferença clara, sem deixar nenhuma dúvida, é de que os exercícios aeróbicos significam “com oxigênio”. Enquanto que o anaeróbico é classificado como “sem oxigênio”, contudo isso não significa que a pessoa não está respirando, é somente o tipo de energia que o corpo está usando.

  • Os exemplos de exercícios aeróbicos são: caminhar, correr, nadar, remar, etc.
  • Anaeróbicos: levantamento de peso, press, musculação, elásticos de resistência, corda, flexões, etc.

Uma palavra final:

Independente do objetivo a ser alcançado, seja perda peso ou ganho de massa muscular, um fator comum é a visita a um profissional e até a um médico especialista para um exame prévio que determine o seu estado físico e emocional antes de praticar atividades físicas.

Outra recomendação essencial é uma mudança de estilo de vida. A eliminação de contaminantes, produtos industrializados e outros poluentes da sua alimentação. Adote uma dieta saudável com alimentos frescos. Muitas frutas e vegetais e carnes magras e brancas, de preferência, ricas em ômega 3.

Estas medidas iniciais formarão o lastro importantíssimo para uma vida mais longa e mais saudável. O físico vai se beneficiar com a prática de exercícios, o organismo funcionará muito melhor, a vitalidade volta a direcionar sua vida e a parte emocional vai refletir isso em atitudes mais calmas e centradas.

O mundo ao seu redor agradece quando resolve cuidar de você mesmo porque tudo que fizer vai projetar ao seu redor. Se for uma pessoa melhor todos terão o prazer da sua presença. Pode acreditar nisso!